Na postagem de hoje, separamos cinco filmes essenciais do cinema brasileiro que podem ser assistidos em ótima qualidade no youtube. A hospedagem é uma cortesia do canal Filmoteca Zé do Caixão, que além desses clássicos, tem muitos outros filmes nacionais e alguns internacionais para serem apreciados. Boa sessão!

 

1 – Limite, de Mário Peixoto (1931)

Sinopse: Em um pequeno barco à deriva, duas mulheres e um homem relembram seu passado recente. Uma das mulheres escapou da prisão; a outra estava desesperada; e o homem tinha perdido sua amante. Cansados, eles param de remar e se conformam com a morte, relembrando as situações de seu passado. Eles não têm mais força ou desejo de viver e atingiram o limite de suas existências.

 

2 – Ganga Bruta, de Humberto Mauro (1933)

Sinopse: Na noite de núpcias, um homem descobre que sua mulher não era virgem e, enfurecido, a mata. Absolvido, vai para uma pequena cidade, contratado para prestar serviços de construção e acaba apaixonando-se por uma jovem inocente. O filme traça um retrato da vida brasileira nos anos de 1930, com sua violência urbana e repressão sexual.

 

3 – O caso dos irmãos Naves, de Luiz Sérgio Person (1967)

Sinopse: Na ditadura Vargas, dois irmãos mineiros são julgados, severamente torturados e condenados por um crime que não cometeram.

 

4 – Conversas no Maranhão, de Andrea Tonacci (1983)

Sinopse: Realizado entre os anos de 1977 e 1983, Conversas no Maranhão nasceu do contato do diretor e fotógrafo Andrea Tonacci com os índios Canela Apãniekra nos anos 1970. Mais do que um documentário, o filme se tornou um manifesto da tribo ao governo brasileiro, no momento em que suas terras eram demarcadas pela Funai.

 

5 – O signo do caos, de Rogério Sganzerla (2003)

Sinopse: O longa experimental aborda a vinda do cineasta Orson Welles ao Brasil nos anos de 1940 para as filmagens do inacabado “It’s All True”. No filme, o material produzido pelo diretor é apreendido pelo Dr. Amnésio, que fica obcecado em censurar e banir a obra de qualquer possibilidade de exibição.

Deixe uma resposta