fbpx

5 discos essenciais para entender a Música Concreta

Desenvolvida por Pierre Schaeffer, a musique concrète se refere à arte sonora que desafia as restrições e convenções comuns às quais a música está associada. Musique concrète faz a tentativa de criar música, contando principalmente com sons e ruídos ambientes / do mundo real, embora também possa usar gravações de voz humana e vários instrumentos. Esses sons podem ser transformados (às vezes até o ponto em que a fonte original é irreconhecível) e recebem certas qualidades musicais graças à repetição, à ritmização, à disposição em camadas no contraponto ou a outras técnicas formais. O nome “música concreta” contrasta com a tradicional “música abstrata”. Enquanto a música abstrata começa como uma idéia na mente do compositor e é então transformada em som, a música concreta começa com os sons já existentes, sendo a composição o último estágio de sua criação.

Separamos cinco discos deste gênero. Ouça nos links abaixo:

Ground-Zero – Revolutionary Pekinese Opera Ver.1.28 (Kakumeikyogeki)

Bernard Parmegiani – De Natura Sonorum

Graham Lambkin and Jason Lescalleet – The Breadwinner

Graham Lambkin – Salmon Run

Robert Ashley – Automatic Writing 

5 Discos essenciais para entender o Free Jazz

O Free Jazz é um subgênero do Jazz com origens no início da década de1960. É um estilo que procura se libertar das convenções e padrões impostos pelos subgêneros anteriores em termos de seqüências e mudanças melódicas, harmônicas e rítmicas, dentro das quais a improvisação do aspectos essenciais do Jazz, ocorre.

Dissonância, atonalidade, disposição de estruturas harmônicas regulares e aumento de mudanças rítmicas prevalecem no estilo. O movimento tomaria o nome do álbum de Ornette Coleman em 1961, chamado “Free Jazz”, creditado por servir como base de gravações posteriores de uma natureza mais “livre” associada ao gênero.

Uma pequena lista de músicos do Free Jazz inclui Coleman, Sun Ra, Cecil Taylor, Don Cherry, Albert Ayler, Anthony Braxton, Andrew Hill, Noah Howard, Sony Sharrock, Julius Hemphill, Archie Sheep, Sam Rivers, Roscoe Mitchell, John Surman. Na Europa, alguns músicos foram imporantes para a difusão do subgênero, entre eles Peter Brötzmann, Manfred Schoof, Alexander Von Slippenbach, Tomasz Stanko.

O Free Jazz seria influente no desenvolvimento da Improvisação Livre,com a qual o gênero compartilharia certos laços, mas que acabaria se expandindo para além do impulso rítmico, do vocabulário, da estética e da instrumentação do Jazz.

John Coltrane – Ascension [1966]


The Ornette Coleman Double Quartet – Free Jazz [1961]


Pharoah Sanders – Black Unity [1972]


The Peter Brozmann Octet – Machine Gun [1968]


Don Cherry – Eternal Now [1974]

5 filmes brasileiros essenciais para assistir de graça

Na postagem de hoje, separamos cinco filmes essenciais do cinema brasileiro que podem ser assistidos em ótima qualidade no youtube. A hospedagem é uma cortesia do canal Filmoteca Zé do Caixão, que além desses clássicos, tem muitos outros filmes nacionais e alguns internacionais para serem apreciados. Boa sessão!

1 – Limite, de Mário Peixoto (1931)

Sinopse: Em um pequeno barco à deriva, duas mulheres e um homem relembram seu passado recente. Uma das mulheres escapou da prisão; a outra estava desesperada; e o homem tinha perdido sua amante. Cansados, eles param de remar e se conformam com a morte, relembrando as situações de seu passado. Eles não têm mais força ou desejo de viver e atingiram o limite de suas existências.

2 – Ganga Bruta, de Humberto Mauro (1933)

Sinopse: Na noite de núpcias, um homem descobre que sua mulher não era virgem e, enfurecido, a mata. Absolvido, vai para uma pequena cidade, contratado para prestar serviços de construção e acaba apaixonando-se por uma jovem inocente. O filme traça um retrato da vida brasileira nos anos de 1930, com sua violência urbana e repressão sexual.

3 – O caso dos irmãos Naves, de Luiz Sérgio Person (1967)

Sinopse: Na ditadura Vargas, dois irmãos mineiros são julgados, severamente torturados e condenados por um crime que não cometeram.

4 – Conversas no Maranhão, de Andrea Tonacci (1983)

Sinopse: Realizado entre os anos de 1977 e 1983, Conversas no Maranhão nasceu do contato do diretor e fotógrafo Andrea Tonacci com os índios Canela Apãniekra nos anos 1970. Mais do que um documentário, o filme se tornou um manifesto da tribo ao governo brasileiro, no momento em que suas terras eram demarcadas pela Funai.

5 – O signo do caos, de Rogério Sganzerla (2003)

Sinopse: O longa experimental aborda a vinda do cineasta Orson Welles ao Brasil nos anos de 1940 para as filmagens do inacabado “It’s All True”. No filme, o material produzido pelo diretor é apreendido pelo Dr. Amnésio, que fica obcecado em censurar e banir a obra de qualquer possibilidade de exibição.